Sobre o Blog


O surgimento do videogame só foi possível porque a tecnologia avançou ao ponto de se tornar barata o suficiente para que os jogos eletrônicos pudessem ser produzidos em massa para o entretenimento. O videogame sempre refletiu a tecnologia de sua época como um fluxo de transformações que começa indiretamente com experimentos na folha de papel, com equações matemáticas tentando prever ações e reações entre as superpotências na época da guerra fria, passando por simulações em laboratórios de universidades com computadores caríssimos e com processamento muito inferior a um Game Boy e “explode” comercialmente com o Pong, introduzindo de vez o termo "videogame" na mídia e na sociedade, chegando até os dias atuais culminando nos mais poderosos consoles modernos de hoje.

Mas ironicamente um jogo não é um utilitário, sua estrutura mais íntima é o desafio e não a performance, e isso gera um fato interessante e contraditório. Jogos não estão sujeitos ao tempo. Eles refletem a tecnologia de sua época é bem verdade, mas transcendem a ela.

O Xadrez ou o Jogo de Damas resistem ao tempo porque são bons jogos. Tetris, Sonic ou Super Mario seguem o mesmo princípio, afinal de contas, seja em um tabuleiro ou em um jogo eletrônico, o que muda é a tecnologia que cada um está usando mas a essência é a mesma. Isso significa que, ao contrário de carros e computadores, uma nova geração de videogames não substitui a anterior mas soma-se a ela, assim como um leque que ao abrir vai ganhando novas cores.

O objetivo do blog Ulisses 8 Bits é destacar o início do leque, os jogos antigos, e mostrar que cada gomo deste possui sua beleza independente do tempo, até porque… jogo bom, não tem prazo de validade. O blog surgiu como um reflexo daquilo que eu estou jogando no momento, e já que estou jogando por que não compartilhar essas experiências com outras pessoas? Com qualquer um que queira saber sobre um determinado jogo antigo? A escolha pela fatia mais velha dos games também reflete meu gosto pessoal. Eu tenho mais afinidade com jogos antigos.

Outro motivo é que os jogos atuais não precisam tanto de divulgação , eles estão em todo site de games comercial, nas lojas físicas e on-line, todos conhecem, mas os grandes clássicos do passado muitas vezes nem sequer são conhecidos do público em geral, e até mesmo os "das antigas" não conhecem tudo, e nem poderia. Eu descubro jogos sempre que busco, mesmo tendo começado no Atari. É muita coisa e a descoberta é uma constante.

O tempo é um conceito tão impregnado em nossa mente que é difícil pensar abstraindo dele. A divisão por gerações de consoles é um mero exercício artificial que vincula certo tipo de jogo a sua tecnologia da época, mas jogos não são apenas tecnologia, eles são história, música, desafio e principalmente entretenimento, isso tudo transcende a tecnologia em si, e por isso a divisão por gerações é útil porém limitada. O videogame é um todo coeso, do último console lançado com gráficos ultra realistas voltando até o Pong, Computer Space, Space War... todos fazem parte da mesma história. É tudo videogame.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

50 Jogos de Atari Que Mais Gosto de Jogar

MeMe Gamer: O Que Você Jogou Em 2016?

Dicas Para Emular o Sega Saturn: SSF e o Yabause